2012 – EFÊMEROs – Sonhos Encapsulados

Efêmeros - Sonhos Encapsulados - 2012

Efêmeros – Sonhos Encapsulados – 2012

EFÊMEROs constitui-se de 144 objetos. Desenhos, acrílica e colagens s/papel, cápsulas de acrílico, 18cm cada

Apropria-se de imaginários para eternizar sonhos e excessos de registros da memória coletiva. Ver, observar e pensar nas armadilhas de nossa construção vida-espaço-tempo, ali, onde o mundo onírico se transforma em imagens e estas se convertem em seres reais. Este lugar intocável que nos pertence, repleto de camadas.

Quem controla quem e o que? E na construção deste imaginário, estamos em terrenos de areias movediças, transformamos  a realidade em coisa, encapsulada?  camufladas estruturas de poder. E vamos ao excesso, Alimentamos quantidades enormes de ruídos e contextos híbridos.

Talvez neste instante de efêmera lucidez, respirar. O que se integra e o que se escapa ao espaço. Voltar ao silencio, em absoluto silencio e redescobrir no visível o que atuava em paralelo e se destaca.

Tempos voláteis. A sorte está lançada. Celebramos?

Como lágrimas de crocodilo em bolhas de sabão.

5 6 7 8 9 10 11 12 14 13 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 27

“…Compreender que o empenho de modelar a matéria incoerente e vertiginosa de que se compõe os sonhos é o mais árduo que pode empreender um varão, ainda que penetre em todos os enigmas da ordem superior e inferior. Muito mais árduo que tecer uma corda de areia ou amoedar o vento sem rosto…”   Jorge Luis Borges.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s